Espermograma: entenda o que é e como é feito o exame de fertilidade masculina

Espermograma: entenda o que é e como é feito o exame de fertilidade masculina

 

Por Dr. Daniel Kanaan Faria

O espermograma é um exame laboratorial capaz de analisar a fertilidade masculina, avaliando a composição do sêmen e as condições físicas de cada paciente em sua individualidade. 

O teste é altamente indicado por diversos motivos, como para homens que desejam investigar o motivo de infertilidade, varicocele após a vasectomia, acompanhamento de pacientes que fazem uso de quimioterápicos e entre outros.

O que é e para que serve o espermograma?

O espermograma ou análise do sêmen é um teste laboratorial que fornece informações importantes em relação à espermatogênese (produção dos espermatozóides) e à permeabilidade do sistema reprodutivo masculino.

O teste é indicado na investigação de infertilidade, varicocele (varizes de bolsa escrotal), após vasectomia, após reversão de vasectomia, orquite/epididimite/orquiepididimite (inflamação/infecção no testículo e/ou epidídimo), monitoramento de pacientes em uso de determinadas medicações (por exemplo, quimioterápicos), avaliação de estruturas envolvidas no sistema reprodutor masculino (próstata, vesículas seminais), ejaculação retrógrada (situação na qual o líquido seminal flui de modo retrógrado para dentro da bexiga), avaliação de risco ocupacional na área de radiologia, algumas doenças genéticas e/ou endócrinas e entre outras.

Já o exame que analisa a reserva ovariana da mulher e oferece uma estimativa da quantidade de óvulos que a mulher ainda pode produzir, é o exame anti-mulleriano.

Como é feito o espermograma?

O exame é realizado em ambiente laboratorial através da obtenção de uma amostra de sêmen de uma única ejaculação. O paciente responde a um questionário referente aos aspectos pré-analíticos da coleta como a indicação do teste, tempo de abstinência, presença de episódio de febre prévia e se realizou um teste de espermograma anterior. Após a coleta, avalia-se o tempo de liquefação da amostra e em seguida é encaminhada para análise por método automatizado e/ou microscopia, dependendo do perfil do laboratório e qualidade da amostra.

Pré-requisitos e preparo do exame

Não é necessário jejum alimentar. Habitualmente o teste deve ser coletado precedido de abstinência sexual entre 2 e 7 dias (não ter ejaculado em período inferior a dois dias, nem superior a sete dias) ou conforme o pedido do médico solicitante. O paciente é orientado a urinar antes da coleta e fazer a higiene das mãos e pênis com água e sabonete antes da obtenção da amostra.

Cuidados na hora da coleta

Em sala privada, dentro do laboratório, é realizada a coleta da amostra ejaculada por masturbação diretamente em um recipiente estéril de boca larga fornecido pelo laboratório. Não utilizar lubrificantes como gel, óleo, saliva ou preservativo na coleta. É importante coletar todo o material de uma única ejaculação. Vale ressaltar que, geralmente, os laboratórios disponibilizam material de suporte (revista e vídeo).

Fatores que podem interferir no resultado

A perda de material durante a ejaculação é um aspecto importante de limitação na análise da amostra e pode impactar na interpretação dos resultados. No caso de perda de parte do material, recomenda-se comunicar a equipe do laboratório para avaliar a necessidade de repetir a coleta. Além disso, amostras coletadas fora do período de abstinência preconizado podem interferir na análise do sêmen. A presença de doenças febris recentes também pode interferir nos resultados.

Contraindicações

Geralmente não existe contraindicação à coleta do espermograma.

Tempo de duração

O tempo de duração do exame é variável. Usualmente o agendamento individual é realizado a cada hora, no entanto, esse tempo poderá ser flexibilizado de acordo com cada caso.

Periodicidade do exame

A periodicidade do exame dependerá de cada indicação clínica. Por exemplo, na avaliação do status após vasectomia, a análise do sêmen é recomendada após três meses do procedimento cirúrgico. Lembrando que em casos de recoleta por perdas parciais da amostra, deve-se atentar ao intervalo de abstinência preconizado para o teste laboratorial.

Agende seu exame

 

O que é analisado no exame de fertilidade masculina?

A infertilidade em um casal consiste na incapacidade de conceber em vigência de coitos frequentes e desprotegidos durante 12 meses. 

Vale a pena ressaltar que, cerca de 50% dos casais jovens e saudáveis ​​que não alcançaram a concepção nesse período, irão conceber nos 12 meses subsequentes sem nenhum tratamento específico. 

De acordo com a literatura, aproximadamente 35% dos casais com infertilidade ocorrem por fatores associados concomitante masculino e feminino, sendo que um fator masculino isolado ocorre em cerca de 10% como a única causa identificável. 

As principais causas dividem-se nas seguintes condições: distúrbios testiculares na espermatogênese; alterações de transporte do sêmen pelo sistema reprodutor masculino; doenças genéticas, endócrinas e/ou sistêmicas; e a infertilidade idiopática masculina (análise de sêmen normal e sem causa aparente para infertilidade). 

O espermograma é a pedra angular e principal teste laboratorial envolvido na investigação da fertilidade. Os principais parâmetros analisados são concentração, morfologia e motilidade dos espermatozóides, além das características gerais da amostra, como aspecto, cor, viscosidade, volume e pH.

O que indica infertilidade no espermograma? 

O diagnóstico de infertilidade é complexo, muitas vezes depende de aspectos de exames de imagem e correlação de sintomas clínicos. Contudo, a predição de fertilidade em um espermograma com resultado alterado com “triplo” distúrbio, ou seja, baixas concentrações de espermatozóides, diminuição no percentual de morfologia normal e diminuição no percentual de espermatozóides móveis, sugere probabilidade aumentada de infertilidade.

Em quantos dias sai o resultado do exame?

Geralmente o resultado está disponível após 24 a 48 horas da coleta da amostra.

Onde fazer o exame?

O exame está disponível no Salomão Zoppi e você pode escolher o dia de sua preferência para realizá-lo através da nossa plataforma de agendamento online

pergunte ao médico sobre espermograma

Pergunte ao médico

Tire suas principais dúvidas sobre o procedimento com o Dr. Daniel Kanaan Faria:

Existe alguma maneira de melhorar a qualidade do espermograma?

O teste é dependente da indicação clínica. Porém, algumas evidências relacionadas a mudanças no estilo de vida, como cessação de tabagismo, evitar o consumo excessivo de álcool e redução da obesidade podem ser úteis para otimizar a espermatogênese.

Por que não posso ter relações sexuais antes de realizar o exame?

Alguns parâmetros na análise do sêmen, como volume da amostra e concentração dos espermatozóides, são impactados caso não ocorra o período de abstinência adequado e preconizado para realização do teste.

Existe teste de espermograma de farmácia? É seguro?

Existem testes disponíveis comercialmente em farmácias para a detecção de espermatozóides no sêmen, no entanto, não são recomendados para a investigação da infertilidade masculina, já que não avaliam todos os parâmetros necessários para o diagnóstico clínico.

Há um período fértil masculino?

A espermatogênese no homem inicia-se na adolescência e perdura durante a vida adulta, entretanto, o envelhecimento tem um impacto significativo na fertilidade masculina.  As alterações endócrinas, juntamente com as alternâncias morfológicas e funcionais dos testículos, resultam na diminuição da produção de testosterona. 

Além disso, os múltiplos efeitos do envelhecimento na motilidade, morfologia e concentração espermática indicam que a qualidade dos espermatozóides declinam ao longo do tempo, mas poucos trabalhos lançaram luz sobre os mecanismos moleculares que interferem na função espermática em homens idosos. Na verdade, esta questão está longe de ser completamente compreendida e este é um assunto controverso.

Pode fazer o espermograma estando gripado?

Idealmente cada caso deverá ser avaliado de forma individual, já que algumas infecções virais podem interferir com os resultados do teste. Lembrando que a presença de febre prévia à realização do espermograma é um interferente importante na análise do sêmen.

 

Agende seu exame