TPM e cólica menstrual: quais são os sintomas e quando se preocupar? 

TPM e cólica menstrual: quais são os sintomas e quando se preocupar? 

Por Dra. Adriana B. Campaner
 

TPM e cólica menstrual são sintomas comuns que estão relacionados ao ciclo menstrual.  

Os sinais da TPM podem ser físicos e emocionais, surgindo em até duas semanas antes da menstruação. A cólica faz parte dos sintomas físicos e geralmente nos dias que antecedem a menstruação ou durante o próprio fluxo. 

Nem todas as mulheres apresentam algum desses sintomas, mas estar em dia com o acompanhamento ginecológico e com os exames de rotina permite que o cuidado com a  saúde da mulher esteja completo e que riscos sejam identificados precocemente. 

 

É normal ter cólica fora do período menstrual?  

Sim, é normal. Os sintomas de cólica podem ocorrer em varias fases do ciclo menstrual, na ovulação ou durante o sangramento são os mais comuns.  

A intensidade também varia de mulher para mulher e algumas situações podem agravar a intensidade da dor, como a endometriose, infecções, pólipos, miomas e o período do climatério (que antecede a menopausa). 
 

O que é TPM?  

A TPM (Tensão Pré-Menstrual), também conhecida como Síndrome Pré-Menstrual, é uma condição que caráter cíclico que pode se manifestar de 7 a 14 dias antes da menstruação. Ela é caracterizada por um grande conjunto de sintomas que podem ser físicos e emocionais. A TPM, dependendo da intensidade, pode interferir no dia a dia da paciente e na qualidade de vida.  

Em média 14 dias antes da menstruação ocorre a ovulação, iniciando a fase lútea do ciclo, rica num hormônio chamado progesterona. A progesterona é a responsável pelos sintomas da TPM, que geralmente melhoram quando a paciente menstrua, pois os níveis de progesterona reduzem bruscamente.  

A TPM tem sintomas e intensidade diferentes em cada mulher. O Transtorno Disfórico Pré-Menstrual (TDPM) é considerada a forma mais grave da TPM e os sintomas emocionais são os que ganham maior destaque. 

Tanto a TPM e quanto a TDPM tem relação direta com as oscilações hormonais no organismo da paciente. O motivo pelo qual em algumas mulheres essas mesmas variações não geram sintomas ainda é desconhecido. Acredita-se que haja uma variação genética atrelada à essa relação entre a variação hormonal e a origem desses sintomas. Uma hipótese é que a flutuação da progesterona depois da ovulação atue de forma singular sobre os neurotransmissores e, com isso, desencadeie sintomas emocionais e psicológicos. 

Qual é o período de TPM?  

A TPM pode ocorrer todos os meses, ou não. Ocorre no período em que há variação dos níveis de progesterona, ou seja, entre a ovulação e a menstruação. 

O tempo dependerá de cada mulher em sua individualidade, por exemplo, há mulheres que a TPM se inicia 1 semana antes, 10 dias antes ou 2 semanas antes. 

Quais os sintomas da TPM?  

Sintomas físicos: aumento, sensibilidade ou inchaço das mamas; inchaço no corpo; aumento do volume abdominal; obstipação (intestino preso); aparecimento de acne e cólicas menstruais. 

Sintomas psicológicos e emocionais: mudanças de humor; tristeza; irritação; ansiedade; crises de choro e alterações no apetite. 

É importante dizer que todos esses sintomas, físicos e emocionais, variam de mulher para mulher. 
 

O que é a cólica menstrual? 

É cólica menstrual se deve a contração da musculatura do útero para auxiliar no desprendimento do endométrio, camada que descama durante a menstruação. É frequente e sua variedade varia de ciclo para ciclo, na mesma mulher e claro, é sentida de diferentes formas por cada mulher.

Ocorre com maior frequência em mulheres que ainda não tiveram filhos, mas pode ocorrer em mulheres que já são mães. 

A cólica geralmente se apresenta como uma dor em aperto na região de baixo ventre, mas também pode ser uma dor em todo o abdome, dor lombar, dor em genital ou sensação de peso nessa região abdominal ou lombar.  
 

É normal ter cólica fora do período menstrual?  

É comum que a cólica se manifeste próximo do período menstrual. Algumas mulheres apresentam cólicas no período da ovulação. E outras, apresentam sintomas no decorrer do ciclo, o que é mais raro. 
 

O que fazer para amenizar a cólica menstrual?  

A boa e velha compressa morna ajuda muito no alivio dos sintomas de cólica menstrual. O uso de medicamentos, como antiespasmódicos e anti-inflamatórios, deve ser conversada com seu medico e pode auxiliar na melhora rápida dos sintomas. 

Algumas pacientes apresentam sintomas muito intensos e necessitam de tratamento continuo, suporte hospitalar para medicamentos injetáveis e, em casos mais graves, pode ser necessário o bloqueio hormonal a ovulação e da menstruação. 

 

Quando a cólica menstrual pode ser um sinal de alerta?  

Caso os sintomas de cólica e TPM não melhorem com o tratamento proposto, uma investigação médica mais aprofundada se faz necessária.  

Algumas doenças ginecológicas podem ser responsáveis pelos sintomas, mas para o esclarecimento e confirmação diagnósticas são solicitados exames, como: 

  • Ultrassom transvaginal 

  • Ultrassom pélvico 

  • Mapeamento de endometriose 

  • Ressonância da pelve.  

  • Exames laboratoriais 

  • Citologia (Papanicolau) 

  • Exames de urina 

Algumas doenças ginecológicas que podem causar cólica: 

  • Miomas no útero 

  • Pólipos no útero 

  • Endometriose 

  • Adenomiose 

  • Doença inflamatória pélvica 

Para realizar esses e outros exames, como o Papanicolau, acesse nossa plataforma de agendamento online e escolha a unidade mais próxima do Salomão Zoppi de você. 

Clique aqui para agendar seu exame